A pesca não é uma indústria, é um modo de vida

Ao longo da história, os noruegueses têm vivido em harmonia com o mar. Recolhem as suas riquezas e sustentam-no para que atinja o seu máximo potencial, trabalhando sempre da forma mais holística possível.

As comunidades pesqueiras formam o coração da Noruega desde há milhares de anos, e a tradição pesqueira tem passado de geração em geração. A perícia e conhecimento dos nossos antepassados fazem parte de nós, enquanto as práticas e técnicas foram aperfeiçoadas ao longo dos anos para assegurar a melhor qualidade do bacalhau da Noruega.

O início

Não sabemos dizer ao certo quando começou a história das nossas pescarias, mas sabemos que é uma história rica e diversificada. As gravuras rupestres no norte da Noruega remontam à Idade da Pedra, e o peixe tornou-se desde muito cedo num importante recurso e meio de sobrevivência ao longo da costa.

O bacalhau da Noruega existe há séculos, tendo sido documentado pela primeira vez na Saga de Egil, em 875. Leiv Eiriksson levou bacalhau seco nas provisões da expedição em que descobriu a América, em 1001 d.C.. As exportações de bacalhau seco começaram no séc. XII, e a primeira remessa de peixe curado da Noruega foi enviada em 1692. As condições climatéricas favoráveis foram um elemento chave no processamento de produtos de peixe. O bacalhau seco e o peixe curado, que se encontravam entre as primeiras exportações da Noruega, são o resultado de condições climatéricas ideais.

Durante séculos, as riquezas do mar ofereceram uma base sólida às comunidades dinâmicas que se estabeleceram ao longo de toda a costa norueguesa. A costa da Noruega estende-se por mais de 101 000 km, e as pescarias sempre tiveram, e continuarão a ter, a maior importância para a vida costeira. Estes riquíssimos recursos formam a base da vida desta escassa população, exclusiva da Noruega, e hoje em dia a atividade e o crescimento económico estão presentes em toda a área económica da Noruega, que se estende por 200 milhas náuticas desde a costa.

A exportação de peixe seco para a Europa remonta ao tempo dos víquingues.

Tão importante hoje como sempre foi

Nas últimas décadas, a Noruega esteve fortemente associada ao petróleo. O petróleo tem tido uma enorme importância para o crescimento deste pequeno país nos últimos 40 a 50 anos, mas de uma perspetiva histórica o peixe e o marisco são o artigo de exportação mais importante.

No entanto, a pesca norueguesa é mais do que mera história. A indústria ainda hoje gera comunidades ativas e assegura o futuro de muita gente. Dada a combinação exclusiva entre natureza, cultura e gestão de recursos da Noruega, o peixe e marisco noruegueses são um produto de classe mundial que se bate em mercados internacionais de elite. A importância da indústria a nível internacional é claramente demonstrada pelo facto de o peixe e o marisco noruegueses serem exportados para mais de 140 países.

Em 2019 a indústria do peixe e marisco atingiu um novo marco histórico, com o valor das exportações a ultrapassar, pela primeira vez, os 100 mil milhões de NOK, com o valor das exportações acima dos 107 mil milhões de NOK.

Uma viagem no tempo

Durante os últimos 100 anos, a pesca na Noruega tem vindo a transformar-se na indústria de classe mundial em que se tornou. Desde a implementação de quotas até à fundação do Conselho Norueguês das Pescas, descubra até onde chegou a indústria.

Historical image of fishermen in their boats